A importância do “Bonjour” na educação e na cultura francesa

Esse artigo não é simplesmente para traduzir o básico Bonjour. Toda pessoa que se interessa no minimo pela França conhece o significado dessa palavra.

Como aqui na França alias não se faz nada sem dizer o habitual Bonjour resolvi contar a importância dela no idioma Francês.

Bonjour como todos sabem basicamente, a tradução quer dizer Bom dia (Bon = Bom e Jour = Dia ).

Porque um artigo sobre esta palavra “Bonjour” ?
– A resposta também é simples, se você quiser ser bem recebido aqui na França, quando encontrar alguém, não esqueça de cumprimenta-lo com um imenso BONJOUR.

Muitos pessoas acham os franceses grosseiros, na verdade somos nós Brasileiros que somos (claro que somos mais simpáticos que qualquer povo no mundo, mas somos também grosseiros no quesito “falta de educação”). Chegamos em qualquer lugar e muitas vezes sem cumprimentar a pessoa e saímos logo perguntando “qual o preço desta roupa ?”(quel est le prix de ce vêtement ?). O francês detesta isso, por isso muitas vezes os brasileiros falam que são “mal recebidos” em lojas na França, mas na realidade o mal educado foi “você” que chegou e perguntou sem antes dizer BONJOUR.

Se você chegar e perguntar “Que horas são ?”(Il est quel heure ? ), mesmo se você botar um S’il vous plaît (Por favor) na frase, mesmo assim será considerado uma extrema falta de educação (alias os dois tem que vir juntos por exemplo: – Bonjour il est quel heure s’il vous plaît ? (Bom dia que horas são, por favor?)

O francês é um povo com muitas maneiras e formas de educação (Formule de politesse) onde mesmo as crianças à partir dos 3 anos já as usam muito bem, então quando ele vê um estrangeiro que primeiramente não fala a língua dele,
e ainda não o cumprimenta (mesmo em Inglês, mas o ideal é utilizar o Bonjour mesmo que você venha a falar Inglês depois).

Claro que ele sera mal educado com você pois para ele você é quem foi primeiramente mal educado.

Nós brasileiros adoramos o status de povo mais simpático e sorridente do mundo, mas sobretudo adoramos criticar e julgar os outros. Primeiro devemos nos autoavaliar como agimos para tentar entender o porquê da outra pessoa reagir de uma certa maneira com a gente.

Você vai me falar “ah isso é frescura”.
Pode ser mas foram educados assim desde quando começaram a aprender a falar.

Da mesma forma que não entendemos esse habito tão formal deles, eles não entendem porquê um povo tão simpático como o nosso é tão mal educado de não cumprimentar as pessoas.

Mesmo vocês não conhecendo o idioma francês, só com um simples Bonjour antes de tudo, você conquistará a simpatia do francês.

A diferença no uso do Bonjour

A diferença com o Brasil que usamos o Bom dia somente na parte da manhã, o francês usa o Bonjour a qualquer hora, mesmo durante a noite e durante a madrugada, o Bonjour é realmente um cumprimento em vários sentidos que pode ser traduzido também por:
“Bom dia”, “Boa Tarde”, “Boa Noite”, Ola, Oi, …(Não lembro de outros rsrs)
Botei o Boa tarde e Boa Noite entre aspas pois é no sentido figurado, pois o boa tarde e Boa Noite em francês também existem, mas a diferença é que o Bonjour pode ser usado nesses momentos também.
Boa Tarde : Bonne après-midi (après= depois e midi = meio em relação ao meio dia mas usado como “tenha uma boa tarde” numa despedida)
Boa noite : Bonsoir (soir = noite) que é usado desde o por do sol como cumprimento também como o Bonjour mas somente durante a noite.
Ou Bonne nuit (nuit = noite também) mas é para se despedir como no Inglês entre a diferença do Good night e good evening para aqueles que conhecem melhor a língua Inglesa.

Quando usar o Bonjour

O Bonjour é usado e somente usado uma vez quando você vê a pessoa pela primeira vez por isso pouco importa o momento, sendo durante o dia ou durante a noite, seja em lojas em restaurante ou na rua você pode dizer Bonjour se é a primeira vez que você encontra uma pessoa. Se você a encontra durante o dia e depois somente a noite, na segunda vez pode usar o menos formal “Salut” (Olá) ou até o Re-Bonjour se você não tiver muita intimidade com a pessoa (o Re-Bonjour não existe gramaticalmente é uma maneira popular usada nas ruas ou até pelos emails.

No whatsapp, facebook ou e-mail você pode dizer um segundo Bonjour somente assim : RE (se pronuncia rô).

Espero ter esclarecido diversos pontos neste artigo, como a utilização do BONJOUR, como e quando empregá-lo e o porquê etc…

Mas também acho que esclareci porque muitos brasileiros são mal recebido nas lojas ou restaurantes, pois o primeiro mal educado fomos nós . Digo nós pois eu também esqueci muito de usar no inicio aqui na França e eu tinha um amigo Russo que sempre me repreendia. Quando entrávamos em um lugar uma loja etc e eu saía perguntando as coisas para a pessoa sem falar um Bonjour.

Eu falo para os franceses que para nós não é por falta de educação (no sentido de ser grosseiro pois é simplesmente falta de educação em relação a nossa cultura, pois não precisamos disso para ser simpático com as pessoas e eles não entendem e preferem a maneira deles mesmo tendo admiração por nosso modo de ser).

Bom, uma coisa é certa quando os turistas passam pela França a maioria do tempo ficam em Paris e o perfil do parisiense é de ser mal humorado mesmo até aqui na França, os próprios franceses os consideram assim. Se ainda por cima você for mal educado com ele que Deus vos acuda rsrs… No Sul da França é totalmente diferente eles são bem mais calorosos mas a formalidade do Bonjour continua sendo vital nos seis cantos da França.(6 cantos pois a França é apelidada de hexágono ou hexagone em francês pois se você olha o mapa a França parece com essa figura geométrica)

Moral da historia : cada um com a sua cultura e devemos respeitar as dos outros quando vamos visitá-los nos países deles, assim como eles não devem ficar emburrados se esbarramos neles no Brasil sem pedir desculpa ou perdão (excusez moi ou Pardon).

E não se esqueça de dizer sempre BONJOUR.

Via Blog A Vida na França

#ParisSempreParis

Paris Sempre Paris
Paris Sempre Paris
Meu nome é Rogerio Moreira, além de jornalista, sou publicitário e estudei em instituições como PUCC, Unicamp e FGV. Apaixonado por história, acredito que o estudo de nosso passado nos ajuda a entender como nos tornamos o que somos hoje. Nesse blog, busco reunir e compartilhar curiosidades e histórias incomuns sobre Paris e a cultura francesa. Dessa forma pretendo mostrar o lado quase que desconhecido da cidade, fora dos roteiros turísticos tradicionais. Vamos comigo nessa viagem?

1 Comment

  1. Avatar Claudia Schmitz disse:

    Gostei demais desta matéria! Embora nunca tenho tida essa experiência do francês mal-humorado, pois sempre usei a dupla sorriso-merci a rodo, gostei de saber da importância dessa palavra tão simpática! Abçs!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *